Menu fechado

SAIBA COMO SER INDENIZADO PELA BAGAGEM EXTRAVIADA.

Em 2018, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) divulgou uma lista com 27.119 reclamações em relação às empresas aéreas presentes na plataforma. Um dos maiores constrangimentos que pode ser incluso na lista de reclamações é o extravio de bagagem.
Esperar horas em frente à esteira de bagagens do aeroporto e perceber que sua mala não chegou, sem dúvidas, gera um sentimento de insegurança e perda que podem representar o início de um pesadelo para o passageiro, pois as burocracias e transtornos que o consumidor é obrigado a passar, ocorrem constantemente nos aeroportos de todo o país.

03 ATITUDES PARA TOMAR EM CASO DE BAGAGEM EXTRAVIADA

Todo passageiro que teve sua bagagem extraviada pode e deve exigir indenização pelos danos causados por essa perda temporária ou definitiva dos seus pertences. Com base no código de defesa do consumidor, saiba quais atitudes devem ser tomadas.

  • Juntar todos os comprovantes de gastos como despesas básicas de vestuário e itens de higiene pessoal consequentes do extravio.

  • Fazer uma reclamação por escrito chamada RIB (Registro de Irregularidade de Bagagem) no guichê da companhia aérea ou via e-mail em até 7 dias após a chegada ou partida.

  • Guarde seu ticket da bagagem para comprovações futuras. Não entregue a empresa aérea, informe apenas a numeração.

  • Exija que a bagagem chegue em até 30 dias, seguindo as regras da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil).

COMO IDENTIFICAR SE SEU DANO É MATERIAL OU MORAL

O passageiro pode identificar o tipo de dano que lhe foi causado verificando duas situações. Caso sofra algum transtorno psíquico que exceda a normalidade será considerado dano moral. Já o dano material, poderá ser identificado, caso o passageiro venha a sofrer prejuízo no seu patrimônio seja por extravio ou por violação física.

No caso de bagagem extraviada, trata-se de um dano material vez que seu patrimônio foi subtraído temporariamente ou definitivamente. Caso a bagagem extraviada não chegue em até 30 dias, será decretado extravio definitivo e o consumidor deve exigir reparação em dinheiro, ou seja, deve exigir o pagamento do valor de todos os bens contidos na bagagem perdida.

Caso o extravio de bagagem envolver itens de trabalho indispensáveis para realizar as atividades profissionais do passageiro, deve-se exigir a reparação de tais prejuízos, bem como aquilo que deixou de ganhar devido ao tempo sem o material.

QUANTO VOCÊ PODE GANHAR DE INDENIZAÇÃO

Apesar de resolver o problema material, isso não significa que a companhia aérea não tenha que pagar sua indenização. O consumidor deve exigir indenização por danos materiais e morais, e, nos casos de atraso de entrega da bagagem superior a 72 horas contadas a partir do desembarque, o valor da indenização pode variar entre R$ 1.000,00 a R$ 20.000,00. Para isso, você precisa reunir todos os itens que citamos acima e procurar um profissional especializado para acompanhar o caso.


Estamos aqui Fale conosco